centralidades luanda

 

Angola pode agora contar com as novas centralidades de Luanda, as quais têm sido edificadas desde 2012, sendo que em 2015 já contavam ter beneficiado cerca de 108 mil pessoas de vários extractos sociais, do mais baixo ao mais alto.

Dois municípios estão neste momento a ser beneficiados com as infra-estruturas:

- Viana

- Belas

Em seguida vamos olhar de forma mais detalhada para as novas centralidades de Luanda.

Conheça As Centralidades Luanda Em Maior Detalhe

Dentro do município de Viana podemos encontrar, nas zonas do Zango 5, o projecto habitacional “Zango oito mil”. Já em Belas, no Kilamba, encontra-se o projecto “KK cinco mil” e nos seus arredores o projecto “Cif – Cinco mil”.

A nova centralidade do Zango conta com uma área de 416 hectares edificada por oito mil habitações económicas (sendo que 2780 são moradias térreas, e 5220 são edifícios). Também são incluídas moradias germinadas, o que permitiu um maior aproveitamento do espaço.

Pode-se encontrar prédios de dois e três pisos, e em cada um estão edificados quatro apartamentos, sendo que estes contam com três quartos, ou seja, de tipologia T3. As moradias simples também se pautam pela mesmo tipologia.

 Já o projecto “KK cinco mil” conta apenas com 75 hectares compostos por 188 edifícios, 5000 apartamentos de Tipologia T3, estando divididos em dois blocos – “R1” e “R2”, onde no primeiro se encontram 81 prédios e no segundo 103.

Aqui podemos encontrar dois tipos de planta diferentes:

  • Estrela – Aqui podemos usufruir de prédios com cinco pisos, com quatro apartamentos cada.
  • Lineares – Podem ver-se prédios de três entradas e 30 apartamentos por piso, a ainda poderão comprar-se outros com duas entradas e 20 apartamentos por piso.

Olhando para o projecto “Cif – Cinco mil”, o qual se situa nas redondezas da Centralidade do Kilamba, conta com 5000 edifícios todos de Tipologia T3.

Verdadeiras “Novas Cidades” Em Construção

Nestas novas centralidades de Luanda, não só foram construídas habitações, como contam com a construção de creches, escolas primárias e secundárias, assim como estações de tratamento de água, redes eléctricas, entre vários outos serviços sociais.

Também estão previstas a construção de instituições públicas, assim como uma área reservada ao investimento privado.

Estas centralidades de Luanda vêm reforçar as outras centralidades que a capital já tinha beneficiado, como é o caso das centralidades de Cacuaco, Musseque Kapari e Zango.

  • Cacuaco – Conta com mais de 20 mil habitações;
  • Musseque Kapari – Edifícios para a classe alta, com mais de 1000 vivendas e 16 edifícios de tipologia T2 e T3, os quais contam ao todo com cerca de 400 apartamentos;
  • Zango – Podem contar-se mais de 100 prédios, contendo mais de 5000 apartamentos.

A maior centralidade, dentro destas novas centralidades de Luanda, pelo menos até agora, é a do Kilamba.

A centralidade do Kilamba é a maior construída até à data de hoje, contando com 710 edifícios, 9 escolas primárias, 8 escolas secundárias, 24 creches, e ainda foi favorecida com 50 quilómetros de estradas novas.

Na sua totalidade, este projecto contempla 82 mil apartamentos, num total de 54 quilómetros quadrados.

Todos os projectos têm integrados em si um modelo padrão com serviços públicos, de forma a abastecer as milhares de pessoas a residir nestas centralidades de Luanda.

Para Receber Informação Sobre os Melhores Imóveis de Angola Subscreva:

 

Top

 

Fique a par de todas as novidaded do
Angola Carro e receba informação privilegiada sobre os melhores
anúncios: basta colocar o seu email!
É completamente gratuito

Comprar Vip