OU

Recuperar password

Introduza o seu email em baixo. Um email ser-lhe-á enviado com instruções para criar uma nova password.

Estratégia Pós-Covid-19 Para o Mercado Imobiliário Angolano

28 de Abril de 2020

Numa questão de meras semanas, a vida da maioria das pessoas alterou-se de forma radical. As pessoas deixaram de conviver, trabalhar, comer e de fazer compras como antes. Os escritórios fecharam, o teletrabalho tornou-se regra, as lojas encerraram portas e as viagens pararam.

A restrição ao contacto pessoal e a imposição de distanciamento físico vieram criar uma crise sem precedentes no sector imobiliário, não apenas em Angola, mas em todos os países afectados pelo vírus Covid-19.

A Crise do Covid-19 no Sector Imobiliário Internacional

Em termos internacionais, já dispomos de suficiente informação para traçar uma avaliação objectiva do impacto da crise que vivemos no sector imobiliário. Nos Estados Unidos, por exemplo, os dados indicam que a redução de novos anúncios imobiliários não foi uniforme. Grandes metrópoles como Nova Iorque, Los Angeles ou Chicago foram afectadas mais rapidamente, enquanto cidades com Denver ou Phoenix só começaram a denotar uma redução doo número de novos anúncios cerca de 2 semanas mais tarde.

Podemos assim fazer uma correlação directa: em áreas com maior número de casos e maior risco de exposição ao vírus, a redução do número de anúncios foi imediata, mas em áreas em que a disseminação foi mais lenta, o mercado manteve-se mais activo.

Nos Estados Unidos, a redução de novos anúncios no mercado foi de entre 40 a 80%, sendo que o declínio mais elevado ocorreu em cidades onde as medidas de confinamento foram mais rigorosas.

O que é interessante de notar é que na maioria das regiões, a recuperação começou a ocorrer cerca de 30 a 35 dias depois de iniciar o declínio. Este é um sinal positivo que também visualizámos em relatórios sobre a evolução do panorama imobiliário em alguns países do espaço europeu.

A Evolução do Mercado em Angola – Dados Internos da AngoCasa

Face à imposição de confinamento e ao temor da população relativamente ao coronavírus, também o mercado imobiliário angolano foi afectado. Contudo, de acordo com o que podemos analisar através dos números internos da nossa plataforma, podemos afirmar que a recuperação do interesse dos consumidores no mercado imobiliário em Angola foi mais rápida.

Na AngoCasa registámos um declínio no número de acessos e leads gerados a partir do dia 17 de Março, mas desde o dia 6 de Abril os números têm vindo a subir e actualmente já estamos com valores semelhantes à realidade pré Covid-19.

Em termos de novos anúncios, notámos uma redução substancial, especialmente na última semana de Março e na primeira quinzena de Abril, o que se explica sobretudo pela redução da actividade dos profissionais imobiliários.  Contudo, na segunda quinzena de Abril é possível percepcionar uma subida gradual nas novas publicações.

Estes números são positivos, demonstrando a resiliência dos angolanos e comprovando também que muitos profissionais imobiliários se conseguiram adaptar à nova realidade. Igualmente, podemos transpor que os angolanos estão novamente activos no mercado, procurando novas oportunidades de negócio e possibilidades de alteração de vida, talvez inspirados pelo período de quarentena.

Para finalizar esta análise dos dados internos da nossa plataforma, também gostaríamos de frisar o impacto positivo que a nossa ajuda teve para diversas agências imobiliárias, o que nos foi transmitido não só no inquérito que realizámos, mas também através de diversos telefonemas e emails.

AngoCasa no Presente e No Futuro Próximo

Hoje, sabemos que a recessão se irá manter durante mais algum tempo, mas isso não significa que não existam oportunidades. Para nós, na AngoCasa, prevemos a continuação da tendência de crescimento ao longo dos próximos meses. A presente crise está a levar muitas empresas a optar pela digitalização e o universo imobiliário não é excepção.

Para todas as empresas imobiliárias que optam por se afirmarem na Internet, a presença na AngoCasa é hoje uma oportunidade firme de crescimento. Lideramos em parâmetros como o número de anúncios, o número de visitantes e o número de leads gerados mensalmente.

Acreditamos que os próximos meses irão contribuir para fortalecer o sector imobiliário nacional, tornando-o simultaneamente mais transparente e de fácil acesso e aqui estaremos para dar a nossa contribuição.

Estratégias Para Aplicar No Período Pós Covid-19

Como já referimos, acreditamos que irão continuar a existir oportunidades de crescimento, contudo essas oportunidades estarão acessíveis apenas a quem for proactivo e revelar capacidade de adaptação à nova realidade. Partilhamos algumas ideias e estratégias que podem ajudar a recuperação nos meses que se seguem:

  • Apostar na digitalização – Ainda mais do que antes, ter uma presença forte na Internet é essencial para prosperar na área imobiliária. Estando online é possível chegar a mais potenciais clientes e angariar mais imóveis. A presença numa plataforma imobiliária líder como a AngoCasa permite obter todos esses benefícios de forma mais rápida e amplificada;
  • Adaptar a oferta à procura – No futuro imediato, o interesse em imóveis do segmento alto será reduzido. Contudo, irá aumentar o interesse em habitações mais acessíveis. É fundamental adaptar a carteira de imóveis à realidade do mercado.
  • Inovar e apostar na tecnologia – Grandes empresas internacionais estão a apostar em implementar inovações tecnológicas. A Century21 por exemplo já apostava em diversos recursos como: vídeos, visitas virtuais, videochamadas, email marketing e aplicações próprias e começou agora a avançar no sentido de conseguir fazer contractos de promessa de compra e venda sem a necessidade de existir visita física o imóvel. Também a Engel & Völkers aposta forte na inovação: visualização dos imóveis através de óculos de realidade virtual, vídeos em 3D, renders e infografias de casas para reabilitar e ainda a tecnologia Matterport, que possibilita a criação de visitas 3D em minutos, originando experiências imersivas. Finalmente, a Era coloca a sua aposta em virtual tours (realidade virtual) , numa maior proximidade dos seus agentes relativamente aos clientes através da ferramenta Live Chat e também numa assistente virtual concebida com inteligência artificial que funciona no Facebook Messenger, a vEra.

Como Albert Einstein um dia afirmou, “Em cada crise existem grandes oportunidades”. Uma postura proactiva e dinâmica é essencial para que as empresas imobiliárias angolanas consigam superar este período.

Anúncios mais recentes

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Por favor insira o seu e-mail para receber a newsletter.
Bem-vindo/a ao AngoCasa. Este é o site ideal para quem pretende comprar, arrendar ou vender casa em Angola. Oferecemos uma plataforma segura, onde pode comprar ou vender uma casa, um apartamento, um escritório, uma loja, armazém ou um terreno. O AngoCasa junta profissionais do ramo imobiliário e particulares, no maior portal de anúncios imobiliários de Angola. Temos a honra de ter parcerias com algumas das principais agências imobiliárias do país. Aqui encontra milhares de imóveis em Luanda, mas também encontra imóveis localizados em algumas outras províncias, como Bengo, Benguela, Huambo, Huíla e Namibe. Facilmente poderá encontrar apartamentos, vivendas, escritórios e lojas nas localizações mais desejadas de Luanda, como: Talatona, Benfica, Lar do Patriota, Camama, Coqueiros, Cruzeiro, Ilha do Cabo, Ingombota, Kinaxixi, Maculusso, Maianga, Morro Bento, Nova Vida, Viana e Vila Alice Assim como muitos imóveis nas centralidades de Luanda: Kilamba e Sequele. Comprar e arrendar em Angola é no AngoCasa. Faça um bom negócio!
Angocasa   Angocarro Tech Africa APIMA